Fala aí, Duo Finlândia!

“Venham dançar, curtir, fechar os olhos e se abraçar”

 

Pela primeira vez na história do BR135 uma etapa de shows especialmente dedicada à música instrumental. De 23 a 25 de novembro o centro histórico da capital maranhense será palco de sons de vários cantos do país e uma boa amostra de grupos locais. E tem sotaque portenho misturado aos sons brazucas a atração de sábado, 25, na Praça Nauro Machado: o DuoFinlândia, formado pelo argentino Mauricio Candussi e o brasileiro Rapha Evangelista.

No palco eles fundem ritmos sul-americanos com foco em sonoridades pouco conhecidas fora de seus países de origem, como huayno, saya, baião, candombe e os tradicionais tango e bossa-nova. O show reúne músicas dos seus cinco álbuns, com destaque para o trabalho mais recente, Mundo Rural, do arrasta-pé até a milonga campeira, sem perder de vista o diálogo entre o tradicional e o contemporâneo, que é também marca registrada do BR135.

 

Esta é a primeira vez que vocês tocam em São Luís? Qual a expectativa para o festival?

Primeiríssima vez. Nunca pisamos no Maranhão, por isso temos uma ansiedade e felicidade grande de chegar nessa terra bonita. E cair na programação do Festival BR Instrumental deixa a felicidade dobrada.

 

Qual o repertório que o duo vai apresentar? É o encerramento de uma turnê não é?

Sim, será o último show da tour!!! Quando chegou o convite ficamos muito empolgados, pois encerraremos a tour do quinto disco, Mundo Rural, com chave de ouro. É uma tour que começou em 2015 e já passou por tantos países!  O repertório é uma misturada de músicas dos nossos discos, com foco no último. Desde a milonga argentina, passando pelo huayno boliviano, a cumbia colombiana até chegar ao baião brasileiro. Vai ser um show que mistura ambientes intimistas até bailes bem dançantes!

 

Qual a importância de festivais como esse para vocês e artistas afins?

Festivais assim são portas valiosas para atingir públicos mais seletos e interessados. É também o ambiente perfeito para conhecer outros artistas. Sempre saem grandes parcerias musicais. Para nós, tem um valor ainda mais especial, pois o duo é metade brasileiro e metade argentino. Então se cria um vínculo maior com a América Latina. Intercâmbios são sempre valiosos. Esse circuito é muito importante para a circulação de artistas em evolução que muitas vezes não encontram no mainstream um ambiente interessante e coerente com sua obra.

 

Algum recado em especial ao público?

Venham com o espírito energizado para viajar pela música de nosso continente. Venham dançar, curtir, fechar os olhos e se abraçar nessa viagem musical. São Luís, saiba que estamos loucos para conhecer vocês e conectar ao máximo!! E nos convidem depois para conhecer a cidade, a música e a culinária… hahaha!! Vai ser lindo demais!

 

Mais alguém no palco acompanhando o duo?

Somente nós dois. Um palco brasileiro-argentino. Um violoncelo, um acordeão e bases eletrônicas! Eu sou Raphael Evangelista, de Minas Gerais, junto com Mauricio Candussi, de Córdoba, Argentina.

Spotify

Facebook