Fala aí, Funk Como Le Gusta!

“Vamos fazer juntos uma grande festa!”

 

O Festival BR135 chega à sua 6ª edição mais robusto e ganha uma programação especial, o BR Instrumental, que reúne bandas nacionais e atrações locais no período de 23 a 25. Os shows serão realizados na Praça Nauro Machado e no Mercado das Tulhas, centro histórico da capital maranhense. E quem chega para encerrar a primeira noite do Instrumental é o grupo paulistano Funk como Le Gusta, com apresentação marcada para quinta-feira, 23, na praça.

Fundado em 1998, o grupo mistura funk, samba, soul, ritmos latinos, jazz e eletrônicos. Com quatro álbuns autorais, um CD de remixes e um DVD, o Funk Como Le Gusta sobe ao palco do BR Instrumental com Kuki Stolarski (bateria), Sergio Bartolo (baixo), Emerson Villani (guitarra e voz), Eron Guarnieri (teclados e voz), Decio 7 (percussão), Kito Siqueira (sax alto e barítono), Tiquinho (trombone), Hugo Hori (sax tenor, soprano, flauta e voz), Reginaldo 16  (trompete, flugel e voz) e Claudio Cambe (trompete). Para dar uma palhinha do que essa rapaziada vai trazer para o festival, Hugo Hori falou com a gente:

 

Esta é a primeira vez em São Luís? 

É a primeira vez do FCLG em São Luís, mas alguns integrantes do grupo já conhecem a cidade porque também são músicos de Zeca Baleiro, como o baterista Kuki Stolarski. Ou tocam eventualmente nos metais do Baile do Baleiro. No caso, eu, Hugo Hori, e o Tiquinho. Este ano mesmo tocamos 4 horas em cima de um caminhão, pelas ruas da cidade, no Carnaval. Toquei também na edição do ano passado do BR, fazendo uma substituição num show da Orquestra Brasileira de Música Jamaicana. Viva São Luís!

 

Qual a expectativa para apresentação no BR?

A expectativa é total! Queremos muuuito levar nosso recado, assim como nosso groove para esse público que sabe apreciar e entende de música. Estamos no maior empenho de fazer uma grande celebração, para todo mundo dançar e cantar. 

 

Qual a importância de festivais como esse, fora do mainstream?

Festivais como esse são uma ótima oportunidade de troca, oportunidades de conquistar novos públicos, assim como difundir a cultura popular por todos os cantos do país. Novidade para nós, novidade para S.Luís e música e informação fluindo…

 

Algum recado em especial ao público?

Galera de São Luís, prepare o espírito para relaxar, soltar o corpo e a mente, pois vamos fazer juntos uma grande festa, da música e da vida.

 

Quantos no palco? Vem todo mundo?

Dez integrantes no palco. Vamos com a banda completa, com todos os integrantes oficiais.

Spotify

Facebook