Fala aí, Xaxado Novo!


Quarteto formado por músicos pesquisadores das culturas tradicionais, o Xaxado Novo vai além da música e realiza performances em que a estética do cangaço, difundida pelo mestre Luís Gonzaga, surge como tema central. Formado por Marcus Simon (percussão e voz), Bruno Duarte (zabumbas e voz), Felipe Gomide (rabeca, voz e cordel) e Davi Freitas (violão e voz), o grupo pesquisa sanfonas de oito baixos, o próprio xaxado e o uso do sistema musical árabe dos ‘makams’ (escalas orientais). O bando tem base em São Paulo e o encontro com o público maranhense será na quinta, 23, às 21h30, na Praça Nauro Machado. Enquanto prepara o show que o grupo vai apresentar no BR Instrumental, Felipe Gomide mandou seu recado pra galera:

É a primeira vez que o Xaxado vem a São Luís? 

É a primeira vez que o grupo toca aí. Apenas eu conheço a cidade, que visitei em julho de 2016, tocando com outro grupo no Festival de Alcântara. Será um prazer imenso estrear com o Xaxado Novo numa cidade cheia de histórias e encantos.

Qual a expectativa para apresentação no BR Instrumental?

A expectativa é muito grande, pois será o primeiro show do bando no Maranhão. O prazer aumenta ainda mais por se tratar de um festival com nomes consagrados como Baiana System, Nômade Orquestra, entre tantas atrações incríveis.

Que repertório vai rolar no show? 

Teremos diversos clássicos que fizeram história na tradição do forró pé-de-serra. Obras de mestres consagrados como Luiz Gonzaga, Sivuca, Marinês e Dominguinhos, além de diversas músicas nossas, gravadas no disco Sertão Cigano, e algumas inéditas. Por se tratar de um show instrumental o bando preparou algumas surpresas. Quem estiver presente, prepare-se!

Qual a importância de festivais como esse para bandas como o Xaxado Novo?

A importância é muito grande, pois sabemos da dificuldade para artistas independentes poderem atravessar a fronteira das suas cidades e estados. Festivais como o BR135 viabilizam a apresentação do grupo, possibilitando essa incrível troca cultural entre artistas de diversas regiões do país e o público maranhense.

Algum recado especial?

Estamos atravessando o país apenas para fazer esse show e a expectativa é muito grande. Nem sempre as pessoas têm a possibilidade de entrar em contato com instrumentos, escalas, ritmos e paisagens tão particulares como as que trabalham o Xaxado Novo, trazendo instrumentos como a rabeca, souzafone e davul, e mesclando elementos da música árabe, cigana e oriental como o forró pé-de-serra. Então, vamos todos aproveitar essa oportunidade única e se jogar na pista ao som do Xaxado Novo!

Spotify

Facebook